Notícias

Protestos de torcedores do Flamengo em frente ao Ninho geram tensão na chegada de jogadores

A manhã desta sexta-feira foi marcada por protestos em frente ao Ninho do Urubu, antes do treino do


Flamengo


desta sexta-feira, o último antes do time embarcar para Goiânia e estrear no Campeonato Brasileiro, diante do Atlético-GO. Carro de jogadores foram cercados por membros de torcidas organizadas do clube. Gabigol e Thiago Maia receberam fortes cobranças, sendo que os seus veículos foram alvos de tapas e socos, por exemplo.

O Flamengo pediu reforço no policiamento em meio ao clima tenso, em que Marcos Braz foi um dos principais cobrados: “Ô Marcos Braz, vai se f…, o Flamengo não precisa de você”, gritaram algumas pessoas.

Faixas chamando o time de “pipoqueiro”, “frouxo” e a diretoria  de “omissa” também foram expostas no local, além de simbólicos caixões com os rostos de Diego Alves, Diego Ribas e Willian Arão:

Chefe do Departamento Médico, Marcio Tannure também foi parado em sua chegada e hostilizado. Já Arrascaeta, João Gomes e David Luiz foram poupados pelos grupos presentes, quando reconhecidos em seus veículos; o uruguaio chegou até a ser aplaudido.

Bastante cobrado, Gabigol chegou a sair do carro, assim que passou pela porta do CT, e conversou com um grupo de torcedores organizados, antes de entrar nas dependências do clube para iniciar as atividades previstas para esta manhã.



O cancelamento da conversa


que haveria, na última quinta-feira, entre líderes do elenco e membros de TO’s irritou e motivou os protestos da Torcida Jovem Fla e da Raça Rubro-Negra, ocorridos nesta manhã.

Protesto - Ninho do Urubu

Protesto em frente ao Ninho do Urubu, CT do Flamengo, nesta sexta-feira (Foto: Reprodução)

Link Original

E pra você que curte o mundo esportivo -- entre agora mesmo em Palpites GE e tenha sempre em mãos as melhores dicas de investimento no futebol brasileiro e internacional.