Notícias

Grupo encaminha documento aos poderes do Flamengo com sugestões para o departamento de futebol

O futebol do


Flamengo


vive momento efervescente, com manifestações contra dirigentes e jogadores nos últimos dias – tanto nos bastidores quanto por parte de torcedores,


que fizeram um protesto violento na entrada no CT


nesta sexta-feira. Diante deste contexto, o grupo “Flamengo Sem Fronteiras” encaminhou um documento de 25 páginas aos poderes do clube da Gávea, nos quais oferece “sugestões para o aperfeiçoamento do departamento de futebol”.

O grupo,


que teve Ricardo Hinrichsen como candidato à presidência no pleito disputado em dezembro de 2021


, tem como compromisso primário a implementação do “profissionalismo sem concessões” no clube, “com o fim da influência de dirigentes e conselhos não profissionais, ou qualquer outra intervenção de voluntários e curiosos na atividade do dia a dia do futebol”, com a liderança do departamento ficando a cargo de um diretor de futebol.

Além disso, há considerações a respeito do modelo de formação das categorias de base, investimentos na estrutura do Ninho do Urubu, nos profissionais do clube e em novas tecnologias, o desenho do organograma desejado pelo grupo tendo o diretor técnico como líder do departamento, entre outros tópicos.

O documento foi assinado por 64 sócios do clube e encaminhado ao presidente Rodolfo Landim, assim como aos respectivos presidentes do Conselho Diretor; de Administração; Fiscal; de Grande-Beneméritos; e da Assembleia Geral na última sexta, dia 8 de abril, e pode ser encontrado, na íntegra,


clicando aqui


. Até esta publicação, o “Flamengo Sem Fronteiras” não recebeu respostas.

Em entrevista nesta sexta-feira, após as apresentações do goleiro Santos e do lateral-esquerdo Ayrton Lucas no Ninho do Urubu, o diretor Bruno Spindel foi questionado a respeito da estrutura do departamento de futebol do Flamengo.

– Sobre as funções, há uma estrutura profissional em todas as áreas do clube. Tem uma falácia na mídia de que o clube não é profissional, queremos atingir os objetivos e metas determinados e estamos trabalhando. Temos funções muito claras e temos uma relação muito boa, claro que tem cobranças, o Marcos e o Presidente Landim me cobram muito – afirmou Spindel, seguindo:

– Abaixo de mim, temos diversos departamentos, todo um corpo profissional em cada uma dessa gerência para que o clube possa atingir os objetivos. Landim, como o Marcos já cansou de falar, da excelência e tem muita clareza em suas ideias. Sendo estatutário ou não, o que eu posso garantir é que deixamos tudo que temos no clube. Esforço, comprometimento e objetivos.

Bruno Henrique - Ninho do Urubu

Departamento de futebol do Flamengo vive dias de agistação (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Link Original

E pra você que curte o mundo esportivo -- entre agora mesmo em Palpites GE e tenha sempre em mãos as melhores dicas de investimento no futebol brasileiro e internacional.