Notícias

Zé Elias condena ausência de Marcos Braz em protesto: ‘tinha que estar lá’

O ex-jogador e comentarista da ESPN, Zé Elias, condenou a ausência de Marcos Braz, vice-presidente de

futebol

do

Flamengo

, no

protesto realizado pela torcida rubro-negra na manhã de hoje (8), no Ninho do Urubu

. A ação aconteceu em meio à crise no departamento de futebol e após uma reunião entre jogadores e integrantes de torcidas organizadas, marcada para ontem (7),

ter sido cancelada

.

Na chegada dos jogadores e membros da comissão ao Ninho do Urubu, os torcedores fizeram fortes cobranças, chegando a chutar os carros dos atletas na entrada do CT. Para Zé Elias, o vice Marcos Braz, que foi quem havia anunciado o agendamento da reunião, não deveria ter se omitido na atual situação.

“Eu não mereço entrar no meu ambiente de trabalho dessa forma, sabendo como foi construído. O Braz tinha que estar lá e segurar a torcida. Vai lá na frente do Ninho do Urubu. Ele tinha que estar lá 8h da manhã para segurar a torcida. Não foi você que arrumou a reunião? Não foram os jogadores que escolheram o Dome, o Rogério, Renato Gaúcho e agora o Paulo Sousa. É mais fácil jogar a torcida para cima dos jogadores.

Marcos Braz tem sofrido pressão interna de alguns grupos políticos e conselheiros, alguns, inclusive, de situação.

“Se os jogadores tiverem coragem, ele não pisa mais no vestiário. Se tiverem coragem de falar: ‘Sou pai de família’, não mereço entrar no meu ambiente de trabalho como um bandido”, disse. “Eu já vi jogador colocar diretor para fora de vestiário, acho que não vão fazer isso, de uma forma não carinhosa”, complementou.

“Eu falo como ex-jogador. Tudo bem, a briga é entre os diretores, mas sou eu que estou sendo ameaçado. Se um jogador sai ali e tenta bater boca com torcedor, imagina o que teria acarretado?”, questiona Zé Elias.

Os rubro-negros levaram faixas com dizeres como “time pipoqueiro”, “diretoria omissa” e até mesmo “Se damos a vida exigimos que vocês deem o sangue”, além de gritos contra Marcos Braz.

A turbulência no Rubro-Negro se agravou após a

derrota na final do Campeonato Carioca

, para o Fluminense, no último sábado, e nem mesmo a vitória na estreia na

Libertadores

, contra o Sporting Cristal, foi capaz de amenizar. A equipe do técnico Paulo Sousa entra em campo amanhã (9), contra o

Atlético-GO

, no Antônio Accioly.

Link Original

E pra você que curte o mundo esportivo -- entre agora mesmo em Palpites GE e tenha sempre em mãos as melhores dicas de investimento no futebol brasileiro e internacional.