Notícias

Sina do tetra? Flamengo vê dois perigos no Fluminense que lembram cenário que castigou clube na última tentativa por feito histórico


Sina do tetra? Flamengo vê dois perigos no Fluminense que lembram cenário que castigou clube na última tentativa por feito histórico

Flamengo já falhou em cinco tentativas de conseguir o inédito tetracampeonato estadual

Tricampeão seguido do


Campeonato Carioca


, o


Flamengo



tenta na edição 2021 algo que nem a geração de Zico conseguiu na história: um tetracampeonato do Estadual

. Ao todo, a equipe teve

cinco chances

de conquistar o quarto, mas bateu na trave. E

a última vez pode servir de aprendizado por uma questão: o excesso de favoritismo.

Na época,

o Flamengo era campeão brasileiro e chegava badalado à final contra o



Botafogo


. A dupla formada por Adriano e Vagner Love, apelidada de Império do Amor, fazia sucesso no Carioca.

Do outro lado, a equipe adversária tinha um elenco modesto comandando por Joel Santana, que treinara o Flamengo há pouco menos de dois anos. E foi o ‘Natalino’ que provocou uma arapuca para o Rubro-Negro.

Ciente do favoritismo do Flamengo,

o Botafogo veio fechadinho para a decisão, no melhor estilo Joel Santana. E apostou na dupla de ataque formada por Loco Abreu e Herrera para espantar o trauma do ‘tri vice’ de 2007, 2008 e 2009.

E foi dos pés do uruguaio o castigo.


A cavadinha que até hoje é fresca na memória dos flamenguistas que sonhavam com o inédito tetra.

Na ocasião, o Botafogo venceu por 2 a 1 e ficou com o caneco conquistando os dois turnos do estadual.

Para a decisão de 2022, o Flamengo vive uma situação parecida de favoritismo contra o


Fluminense


. Apesar de ter um time mais qualificado do que aquele de 2010,

a ‘obrigação’ está com o clube que mais fatura no país. Do outro lado, outro velho conhecido, assim como Joel: Abel Braga, que estava no Flamengo em 2019 e conhece boa parte do elenco rubro-negro.

Abel sabe da força do Flamengo, das estrelas do elenco e fará de tudo para travar o ímpeto ofensivo do time de Paulo Sousa.

No último clássico contra o Fla, o treinador armou seu time para jogar no contra-ataque e com as bolas paradas.

No jogo, apesar da pressão de Gabigol, Arrascaeta e cia, o Tricolor conseguiu a vitória no fim, com gol de cabeça do colombiano Jhon Arias, em cobrança de falta de Yago Felipe.

Para a partida desta quarta (30), o Fluminense pode ter mudanças com relação ao jogo contra o Botafogo.

O goleiro Marcos Felipe foi barrado para a decisão, com Fábio assumindo o seu posto. Além disso, há expectativa pelo retorno de Felipe Melo, que esteve de fora das semifinais por conta de uma lesão no abdomem.

Basta saber se o roteiro da decisão será parecido com o de 2010.

Link Original

E pra você que curte o mundo esportivo -- entre agora mesmo em Palpites GE e tenha sempre em mãos as melhores dicas de investimento no futebol brasileiro e internacional.