Notícias

RMP: ‘Bruno Henrique preso na esquerda é um desperdício no ataque do Fla’

Em cobrança de escanteio de Arrascaeta, Bruno Henrique marcou de cabeça o gol de

empate em 1 a 1

do Flamengo contra o Atlético-GO na estreia do Brasileirão, ontem (9), em Goiânia. Apesar de ter anotado pelo segundo jogo seguido, o atacante rubro-negro atuou mais aberto pela esquerda, ora na função de ponta ora como ala, dando amplitude ao time e fechando os espaços para a subida do lateral adversário. Mas quando pisou na área, levou perigo.

Na

Live do Flamengo

, transmitida pelo

UOL Esporte

após os jogos do Mengão, os jornalistas André Rocha e Renato Maurício Prado avaliaram a atuação rubro-negra na estreia do Brasileirão e criticaram o posicionamento de Bruno Henrique aberto pelo lado esquerdo. A dupla elegeu o

número 27 como o melhor jogador

contra o Atlético-GO, mas gostaria de vê-lo mais próximo de Gabigol e da meta adversária.

Segundo RMP, colocar Bruno Henrique junto à linha lateral, como já havia feito Domènec Torrent em sua passagem pelo Ninho do Urubu, é um desperdício para o ataque do Flamengo.

“Mesmo no primeiro tempo, em que o Flamengo teve um domínio razoável na partida, foi muito infrutífero, muita dificuldade de criar jogadas, repetição exaustiva de falta de repertório, não tem uma jogada, uma variação, nada, Bruno Henrique pregado na ponta esquerda, toca para cá, toca para lá, o time do Flamengo não anda, não consigo ver virtudes no jogo de hoje a não ser uma vontade maior, mas sinceramente não vejo grandes perspectivas.”

“O resultado não foi ruim, mas o time não joga, não vejo o time do Paulo Sousa funcionar. Bruno Henrique preso na esquerda é um desperdício no ataque. E por que escala o Andreas Pereira? Ele hoje é um nada, contribui muito pouco no ataque e não marca ninguém. Não entendo as escolhas e a maneira de jogar do Paulo Sousa. Assim não vai a lugar nenhum no Brasileiro, não vejo evolução no time do Flamengo, joga, joga, joga e não vejo evolução nenhuma do trabalho do Paulo Sousa”, criticou RMP.

Rocha concorda que o time ainda tem muitos problemas táticos, mas destacou que os jogadores do Flamengo têm errado muitos lances fáceis para um elenco considerado tão técnico.

“O Flamengo tem muitos problemas, e para completar tem muitos erros técnicos. Teve chances de fazer 1 a 0, teve erro de finalização, de domínio. David Luiz errou uma cabeçada livre, Pedro botou uma bola no travessão e também errou uma cabeçada livre, sozinho, o próprio Arrascaeta, para o nível dele, está errando muito. São muitos problemas, diante disso empatar na estreia do Brasileiro não foi ruim.”

Por fim, o colunista do

UOL

afirmou que a pré-temporada do Flamengo foi mal aproveitada por Paulo Sousa, que agora vem buscando jogar de maneira mais pragmática.

“Foram três meses perdidos de preparação, de pré-temporada mal feita, o time foi estagnando, murchando, viveu uma crise já a partir da semifinal do Carioca contra o Vasco e na reta final contra o Fluminense a coisa se perdeu definitivamente.”

“O Paulo Sousa vai seguir e não tem mais tempo para treinar, a impressão que dá é que agora o Paulo Sousa joga pelo emprego, se defende um pouco melhor e lá na frente é lampejo. O trabalho está perdido, entrou na vala comum, é como se fosse um treinador brasileiro, vai jogar pelo resultado e lá na frente os talentos decidem”, completou Rocha.

A próxima edição da

Live do Flamengo

será logo após o jogo contra o Talleres, na próxima terça-feira (12), pela Libertadores. Você pode acompanhar a live pelo Canal

UOL

, no

app

Placar

UOL

, na

página do Flamengo no UOL Esporte

ou no

canal do UOL Esporte no Youtube

.

Link Original

E pra você que curte o mundo esportivo -- entre agora mesmo em Palpites GE e tenha sempre em mãos as melhores dicas de investimento no futebol brasileiro e internacional.