Notícias

Abel Braga se comporta como cúmplice da violência no futebol

O cidadão Abel Braga, 69 anos, já viveu muitas emoções no

futebol

. Boas, más, traumáticas, catárticas. Teve títulos e sofrimento. Foi aclamado e escorraçado.

Agora, está por cima da carne seca. Foi campeão carioca pelo Fluminense contra o Flamengo. E o que ele pensa dos jogadores que derrotou? Dos jogadores que dirigiu recentemente. Qual sua opinião sobre os atos de violência e vandalismo que os companheiros de profissão sofreram?

Que se f**dam!

É uma pequenez assustadora!

Abel não deseja um futebol sem ódio, um futebol em que o protesto da torcida não seja violento, em que carros não sejam destruídos. Não. Assim está bom.

Mesmo que seja ele o a embaçado. Como foi no

Cruzeiro

. Como foi há algumas semanas no próprio Fluminense, ao fracassar contra o Olímpia.

E, se sairmos do futebol?

O que Abel pensa sobre outras vítimas da violência? Dos mortos de Brumadinho? Dos famintos do salário mínimo? Dos desempregados? Dos que vivem na rua, com as estrelas como teto?

Que se f**dam!

Abel, um homem que teve, a embala-lo uma grande onda de amor, quando perdeu um filho, é um individualista a mais, que pouco se importa com a violência que envolve sua profissão.

Que se f**odam.

É o que tem para hoje. É o que ele pode dar. Nada mais.

Link Original

E pra você que curte o mundo esportivo -- entre agora mesmo em Palpites GE e tenha sempre em mãos as melhores dicas de investimento no futebol brasileiro e internacional.