Notícias

Flamengo: Gabigol diz que vice ‘dói muito’, mas alfineta: ‘Nem lembrava mais como era perder um título’

Atacante, eleito o melhor da Libertadores, falou em entrevista coletiva após o vice-campeonato do Flamengo

Eleito o melhor da


Conmebol Libertadores


e artilheiro da competição com 11 gols,

Gabigol

amargou o vice-campeonato e não conquistou o bicampeonato do torneio continental pelo


Flamengo


.

Todas as repercussões, entrevistas, análises e opiniões da final da


Conmebol Libertadores


entre


Palmeiras


e


Flamengo


, você assiste

AO VIVO

no

SportsCenter

, pela


ESPN no Star+


.

Após a partida, o atacante lamentou a perda em Montevidéu, agradeceu pelo prêmio individual, mas afirmou que preferia o título continental.

“Como eu falei,

perfeitas em números individuais, mas sem o título, eu não vejo como perfeita

. Feliz pelos números, ser artilheiro, ter assistências, mas

perfeito seria se tivesse o título

”, começou por afirmar.

“Vou manter a linha do Bruno Henrique, sei que é um prêmio muito importante, mas eu sempre prezo pelo título. Da última vez, quando a gente foi campeão, eu tatuei a taça. Óbvio, que eu falei, é especial, mas fica marcado (a derrota)”.

Por fim, o camisa 9 teve tempo para alfinetar os críticos ao afirmar que não lembrava da última vez que havia perdido um título pelo clube carioca.

“Acho que o Flamengo chegou na final com méritos, contra uma grande equipe, enfrentamos outras grandes equipes. Final é assim, decidida no detalhe. Eles foram felizes na jogada e no primeiro gol. A gente também criou chances, mas não fez”.



Eu fico feliz que o Flamengo tem chegado mais vezes nesses estágios, a gente não vai sempre ser campeão. Para ser sincero, eu nem lembrava mais como era perder um título. Dói muito, mas cabeça erguida

, a gente joga em um grande time, com grande torcida, grandes jogadores. Agora, é seguir, que nós vamos voltar para essa final e ser campeões”, finalizou.

Link Original