Notícias

Flamengo desembarca no Ceará com pipoca, cartazes e xingamentos

Os ânimos estão exaltados na torcida do Flamengo. Os resultados de Paulo Sousa no comando flamenguista não estão agradando os torcedores, e a Nação que mora no Ceará recebeu o time no hotel sob gritos de protesto. O time enfrenta o Ceará neste sábado (14), às 16h30 (Horário de Brasília).

Os principais alvos foram os mandatários flamenguistas, especialmente Rodolfo Landim, que ouviu cantos como: “Landim, vai se f****, o meu Flamengo não precisa de você.”

Há vídeos que mostram até mesmo torcedores jogando pipoca nos atletas do time, em referência ao termo “pipoqueiro”.

Também é possível encontrar fotos de cartazes nas redes sociais. Enquanto uns protestam pelo futebol que o time vem apresentando e também contra os mandatários rubro-negros, ainda há os torcedores que criticam o Departamento Médico da equipe, que está sempre cheio, com muitos desfalques por lesões. Os torcedores também estão pedindo raça.

Também é possível encontrar cartazes com críticas ao que foi decidido em votação pelo Flamengo, limitando o sócio off-Rio a apenas 1000, excluindo o torcedor de fora do Rio de Janeiro e concentrando poder no grupo de cariocas do conselho. Um dos cartazes, por exemplo, diz que o “Flamengo não é clubinho do Leblon”, em alusão a tal medida.

A emenda aprovada pelo Conselho Deliberativo do Flamengo

Conselho Deliberativo do Flamengo votou pautas nesta segunda-feira (09), e elas dividem opiniões. A principal delas é a limitação de sócios off-Rio, que agora é de apenas 1000 sócios. Isso implica em uma parcela menor de votantes, o que pode implicar, como resultado, em uma concentração de poder, evitando que opositores tenham vez.

Leia Mais: Comentarista analisa chegada de Pablo e escala zaga ideal do Flamengo

De acordo com a emenda, “o quadro de Associado Contribuinte Off Rio fica limitado a vinte por cento (20%) da totalidade dos associados contribuintes, não podendo exceder ao número de mil (1000) associados”.

A pauta foi aprovada, e um dos argumentos principais para isso foi de que um grande número de sócios off-Rio poderiam, até mesmo, “decidir por uma venda do clube”. A maioria, porém, seguiu outra linha de argumentação.

Os sócios que votaram a emenda no Conselho Deliberativo entendem que os proprietários pagam mais caro para terem direitos políticos, e os sócios off-Rio devem ficar mais limitados por conta disso.

Criada em 1995, na gestão do presidente Kleber Leite, a categoria ‘Off-Rio’ abrange torcedores que não moram no Rio de Janeiro. Mesmo sem estar regulamentada no estatuto do clube, a sócio contribuinte não residente no RJ sempre votou e participou normalmente da política do Fla.

Siga Erick Viana no Twitter e no Instagram.

Seja apoiador e ajude-nos a melhorar: CLIQUE AQUI e faça parte da comunidade.

Quer apostar? Clique AQUI e faça seu cadastro super rápido e ainda ganhe R$ 600 com a DafaBet, a casa de apostas que o MRN recomenda!!



Link do Artigo do MundoRubroNegro

E pra você que curte o mundo esportivo -- entre agora mesmo em Palpites GE e tenha sempre em mãos as melhores dicas de investimento no futebol brasileiro e internacional.