Notícias

Diretor do Fla é alvo de investigação por suposta ação feita antes de assumir o clube

Aleksander-Santos
(Foto: Reprodução)

Nesta quinta-feira o diretor de Relações Institucionais do Flamengo, Aleksander Santos, foi alvo na ‘Operação Laissez Faire, Laissez Passer’ responsável por investigar pagamentos ilícitos da Galvão Engenharia a ele, a José Carlos Cosenza, que é ex-diretor de Abastecimento da Petrobrás e ao deputado federal, José Otávio Germano.

Siga o Diário no Instagram

De acordo com o ‘UOL’, Aleksander por meio de uma empresa em seu nome, seria o responsável por ‘operacionalizar’ contratos de prestações de serviços fictícios firmados com a Galvão Engenharia, e também emitindo notas fiscais falsas que caracterizavam os serviços prestados.

Siga o Diário no Twitter

Na investigação é apontado que Aleksander recebeu um repasse inicial de R$ 50 mil, posteriormente o diretor do Flamengo havia recebido R$ 411.242,55 de modo parcelado. Nos autos constam que as práticas feitas por Aleksander se enquadram em corrupção e lavagem de dinheiro.



Link do Artigo do DiariodoFla.com.br